Produtividade geek | 10 razões porque saí do meu antigo emprego

Renata Rocha adaptou o excelente (com 2760 diggs) artigo de Nomadishere sobre o que os geeks - ou nerds, ou profissionais de TI, ou pessoas inteligentes :) - precisam para trabalhar sem stress e produzirem mais.

Assim como o Cardoso, são estes alguns dos principais motivos que me levaram a sair do meu antigo emprego e abrir uma empresa. Só sendo meu próprio chefe eu pude ter certeza de que não passaria por estes problemas novamente. Segue a minha própria adaptação do mesmo texto.

As 10 coisas que geeks precisam para viver e trabalhar em paz, sem stress e produzir mais:

1. Deixe que ele controle seu próprio horário.
Assim nós produzimos muito mais do que no horário em que somos obrigados. Entre 7 e 10 da manhã meu cérebro não funciona, não tem jeito. No entanto em nenhum outro horário sou mais produtivo do que entre as 2 e 4 da manhã. Cada pessoa tem seu horário em que produz mais e melhor. Geeks têm uma capacidade sobre-humana de fingirem que estão trabalhando enquanto estão dormindo.

2. Deixe que ele controle seu próprio ambiente de trabalho.
Não imponha regras “para todos” neste sentido, porque nós não somos iguais ao pessoal do administrativo e de vendas. Se ele quer se enfiar num canto da sala, longe de todos, deixe. Se puder deixá-lo escolher sua mesa, cadeira, lugar na sala, etc, será perfeito!

3. Deixe que ele controle sua própria luz.
Muita luz é ótimo para trabalhar com papeis e péssimo para trabalhar com computadores. Muitos geeks gostam de trabalhar à meia luz, por isso não imponha uma certa iluminação. Cansei de ter dores de cabeça por causa da luz forte demais, por não poder fechar uma maldita persiana.

4. Deixe que ele controle seu próprio (fone de) ouvido.
Para trabalhar direito, precisamos de concentração. Para isso, é preciso silêncio e/ou um fone de ouvido tocando algo barulhento - que na prática é a mesma coisa. Não deixar um nerd usar fones de ouvido é um pecado mortal.

5. Deixe que ele controle sua própria roupa.
Não somos homens de negócios. Que a roupa social fique para os advogados. Quanto mais confortavel e à vontade o geek está, mais produz.

6. Deixe que ele controle onde vai fora da empresa.
Podemos gostar de um evento social, ou não. Essas coisas não podem ser obrigatórias.

7. Deixe que ele controle quando quer falar ou não com você.
Se você precisa falar com um geek siga esta seqüência: a) Envie um e-mail dizendo o que quer; b) Caso seja algo urgente, fale pelo messenger; c) Se algo estiver explodindo e a escolha for entre interrompê-lo ou a falência da empresa, telefone ou fale diretamente com ele - mas só neste caso. De novo: precisamos de concentração! Quando você interrompe, levamos um tempão para entendermos o que estávamos fazendo novamente.

8. Deixe que ele controle se quer ou não fazer algo além do que aquilo que ele foi contratado para fazer.
Em empresas pequenas, principalmente, todo mundo acaba fazendo um pouco de tudo. Mas o geek ficará furioso (e isso VAI impactar furiosamente na produtividade dele) se for obrigado a fazer coisas que não são seu trabalho. Eu já fui obrigado a levar o lixo pra fora, atender telefone, lavar a louça, dar suporte técnico, fazer atendimento…

9. Deixe que ele controle quando e como acessa a internet.
Não adianta: a pessoa que você contratar para bloquear a internet não será mais inteligente que os geeks que você quer impedir de acessá-la. Se ela for, pode ter certeza de que pelo menos a metade do expediente do geek será gasta procurando um jeito de burlar o sistema. Eu poderia fazer outro artigo citando dezenas de modos (que já usei) de burlar esses bloqueios.

10. Conclusão: cobre produtividade, deixe que ele controle o resto.
Você entendeu: não controle o geek, deixe que ele controle todo o seu ambiente. Assim ele vai produzir mais. Mas hoje eu trabalho com geeks e sei que não posso deixar de controlar o trabalho da empresa. Eu acredito nisso: dê um desafio e liberdade a um programador e ele trabalhará mais, melhor, e com amor.

Você pode e deve cobrar os resultados. Pode cobrar que o prazo que ele mesmo deu a você seja cumprido, mas impor regras que não fazem sentido nenhum só fará com que a produtividade do geek caia, o stress aumente e ele procure outro jeito de ganhar dinheiro sem tanta dor de cabeça.

Comigo pelo menos foi assim :)
Quer acrescentar um item à esta lista ?

Postagens relacionadas


15 respostas para 'Produtividade geek | 10 razões porque saí do meu antigo emprego'

  1. Rogério Morais Diz:

    Concordo plenamente!

  2. Paulo Rodrigo Teixeira Diz:

    Já tinha lido o artigo original e confesso que a adaptação ficou melhor!

    Quem sabe não largo meu emprego?

    Grande abraço,

  3. Gilberto Jr Diz:

    Dou a maior força, Paulo! Procura uma idéia, faz um plano de negócios, toma coragem e diz tchau às restrições burras :)

  4. Mauro Amaral Diz:

    Tá, tudo bem. Todo mundo tem estes momentos. Mas…e quando o Geek começa a coordenar o trabalho de outras pessoas? Acho que cabe a reflexão!

  5. Gilberto Jr Diz:

    Mauro,

    É o meu caso. Eu coordeno o trabalho de outras pessoas e, como disse no artigo acima, cobro produtividade e dou liberdade. Não me interessa se ele acessa ou nao a internet, interessa se o projeto será entregue no prazo.

  6. Fábio Sousa Diz:

    Como trabalhei com desenvolvimento de software web (hoje sou designer, aleluia irmão!) durante quatro anos, tenho minhas regritas para aumentar essa lista:

    11. Não invada a privacidade de um geek (lê-se o computador). Não adianta o monitor dele ficar virado para a sua mesa - se um geek se sentir incomodado por estar sendo observado pelo chefe, com certeza sua atenção será prejudicada e o trabalho será um fardo para ele.

    12. Geek não é secretária do seu gerente de T.I. - não o obrigue a ficar atendendo e anotando recados do geek mor - manda um e-mail para o chefe que, com certeza, ele será levado em consideração.

    13. Não atropele os projetos de um geek. Se você solicitar um projeto X, não o faça parar no meio para entregar um projeto Y no meio. A mente do geek está focada no primeiro projeto e essa brusca parada prejudicará o rendimento do trabalho novo e antigo.

    14. Complementando a regra 9 - o contrário da maioria, o geek utiliza a web como principal fonte de conhecimento, por estar mais flexível. Cortar a web de um geek, só vai o vai irritar e, de quebra, vai romper uma das principais fontes de conhecimento dele (afinal, pouquíssimos geeks souberam o que é Web 2.0, AJAX através de revistas semanais e telejornais).

    15. Um bom geek não trabalha para uma empresa - ele luta consigo mesmo para vencer os desafios de cada projeto. O que alimenta um geek é o desafio. Rotinas repetitivas de manutenção ou que não acrescenta nada de novo a um programa criado por ele, serão enfadonhas e farão o geek procurar novos desafios.


    Espero ter ajudado,

    .faso

  7. Rodrigo Maia Diz:

    O pior é quando você é obrigado a fazer um projeto errado, que não vai vingar seu tempo gasto, que não seja desafiador, ai a produtividade vai lá pro ralo.

    Por outro lado projetos desafiadores são como pílulas de produtividade, melhor ainda se estiver documentado e bem projetado.

  8. Gilberto Jr Diz:

    Grande faso! Muito obrigado pelo comentário-artigo! :)

    Muito bem notado o ponto 14. Geralmente os programadores vivem em foruns e sites de referência para resolver problemas. Fora o MSN/Talk pra poder consultar os amigos sobre problemas que ele nao consegue resolver. Tirar isso é dar um tiro no pé.

    Além disso, dispersar é necessário, de tempos em tempos, pra poder descansar um pouco a mente e voltar com mais energia.

    Rodrigo, adorei “pirulas de produtividade”, hahaha. Realmente, nada como um bom desafio para dar um gás nos projetos :)

  9. Debora Diz:

    Gilberto, no item bloqueio de internet me identifiquei plenamente. E olhe que não sou geek. Numa agência que trabalhei, eles contrataram uma equipe de Nova York e gastaram milhões para bloquear alguns sites e comunicadores instantâneos. Em apenas 4 horas instalamos o tunnel, um programa que permitia o uso do Messenger. rs… Mas enquanto não foi instalado o programinha, ninguém conseguiu trabalhar!!

  10. Fill Diz:

    Seu post é simplesmente perfeito! muito bom mesmo, com o complemento do Fabio Souza ele esta redondo, algumas restrições são muito chatas mesmo. Atrapalham o desenvolvimento e o andar da carroagem, e concordo plenamente que tem de ser cobrado produtividade e dar liberdade! Ele pode fazer o que quiser, mas se não entregar no prazo a cobra fuma. ;) Ótimo post. parabéns.

  11. Produtividade geek | O outro lado da coisa » Prática Diz:

    […] o artigo sobre produtividade geek no webinsider. É a 5a entre as 10 mais lidas do site. O interessante é que lá, diferente de cá, […]

  12. Designers, programadores e as necessidades do mercado at Emanuel Felipe .NET Diz:

    […] Produtividade geek | 10 razões porque saí do meu antigo emprego […]

  13. Comentários e blogroll, 22 de março de 2007 | Repositório Diz:

    […] parte de alguma coisa em forma sincronizada para que os outros a completem. Acho que essa “produtividade geek” é boa para trabalhos que podem se aproveitar das características geeks. E isso […]

  14. Podcrer 06 | Meritocracia que nada! » Prática Diz:

    […] ele me convenceu que era possível viver de internet, trabalhando em casa, sem nenhuma daquelas aporrinhações que eu vivia. Eu acreditei e abri, junto com Eduardo Rosa (com quem trabalho desde o meu primeiro emprego, em […]

  15. Crash Tester » Blog Archive » 10 Coisas básicas para que geeks amem seus empregos Diz:

    […] me deparei no prática com um texto intitulado 10 Coisas básicas para que geeks amem seus empregos ou alguma coisa […]

Deixe seu Comentário