Por que o código dos gigantes não valida?

Por que sites de grandes empresas como Google, Yahoo e Microsoft não têm código válido nos padrões web tradicionais? Publiquei uma matéria no webinsider sobre este assunto hoje, dá uma passadinha lá. Você não vai encontrar a resposta, mas pode deixar a sua.

Na própria matéria eu inseri a opinião dos amigos Frederick van Amstel e Henrique Costa.

Alguns amigos já deixaram lá suas opiniões, entre as quais eu destaco a do Walmar:

Um experimento mostrou que para usar web standards e deixar o buscador do Google compatível com todas as combinações de sistemas operacionais e navegadores que eles possuem atualmente (e são browsers muito antigos), seriam necessários tantos hacks que o código ficaria alguns kilobytes mais pesado.

Multiplicando esses poucos kilobytes a mais pela insana quantidade de acessos diários que tem o Google, gastaria-se alguns milhares de dólares a mais somente em banda. Colocando prós e contras na balança, eles teriam chegado à conclusão que não valeria a pena.

Postagens relacionadas


Uma resposta para 'Por que o código dos gigantes não valida?'

  1. André Valongueiro Diz:

    Escalabilidade, o maior Retorno sobre Investimento(ROI) em Web Standards…

    Ao ler esse artigo no Webinsider, escrito pelo Gilberto Junior, do Prática, eu tomei a decisão de escrever um pouco sobre o maior ganho, na minha opinião pessoal, que o desenvolvimento em Web Standards pode oferecer: escalabilidade.
    Se você for ao …

Deixe seu Comentário